quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Luna, indescritivel Luna!




[Em Busca do Título Perfeito (3º Trecho)]





Percebi que ela estava diferente, mais alegre, eufórica até em alguns momentos, como quando o celular avisava a chegada de mensagens ou quando recebia e-mails de um remetente específico. Estava gostando de alguém e eu era um outro alguém despencando do ponto mais alto do mundo. A sensação de vertigem me acompanhou durante todo o tempo que seu romance durou e eu incluí esse homem nas minhas preces, pedi a Deus que o protegesse porque ele era importante para ela e ela era todo o meu ar. Também pedi que ele a merecesse, que soubesse quais eram as suas comidas prediletas, que reparasse nas suas oscilações de humor, que servisse café da manhã para ela na cama em todas as oportunidades, que se sentisse o cara mais sortudo do mundo ao andar de mãos dadas com ela pela rua, que a abraçasse sempre que ela tivesse medo, que a acalmasse quando acordasse assustada com um pesadelo e que soubesse olhá-la quando estivesse nua, olhá-la com o olhar profundo, firme e doce, de admiração, desejo e gratidão, para que ela se sentisse olhada até a alma. E querida. E única. E pedi que Deus tivesse piedade de mim e permitisse que ele, o dono dos suspiros dela, fosse realmente melhor do que eu porque seria insuportável constatar o contrário. Até que essa moça sofreu : o nariz vermelhinho na ponta a denunciou mais do que o celular que emudeceu ou a caixa de e-mails que esvaziou. E eu precisei parar de despencar para segurá-la, retomei minhas forças para que ela visse que eu estava ali bem perto e que tinha dois ombros, dois ouvidos, um colo e um coração quente e que tudo era para ela. Eu conhecia as suas comidas prediletas, suas oscilações de humor, seus medos e daria meu reino pela oportunidade de servir café da manhã para ela na cama e de andar na rua segurando a sua mão mas naquela hora nada disso importava, apenas a minha vontade de acordá-la daquele pesadelo, abraçá-la, acalmá-la e olhá-la de forma profunda, firme e doce, até que a sua alma, nua, se sentisse olhada.


Quando li este texto, foi como mergulhar em mim mesma...
E em todas as pessoas que amam e são amadas.
Por isso pedi a deslumbrante Luna que me permitisse postá-lo aqui.
E ela doce que é , concedeu a tão esperada autorização. 
Li novamente e novamente me emocionei.
Para quem não conhece e creio que são poucos o blog é:
http://palavrasdeluna.blogspot.com/

23 comentários:

Manuel disse...

Este texto é lindo, pois encerra uma grande mensagem e um enorme altruísmo.
Na verdade isto é, verdadeiramente, o amor.

BlueShell disse...

Gosto da Luna.
Vi-te o Poliedro do Albino e segui-te para te encontrar aqui. Que bom. Gostei. Voltarei.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Eu compreendo muito bem esse texto.
Na verdade é preciso um verdadeiro
amor.Obrigada por me ter permitido
ler esse texto.
Vou conhecer o blogue.
Beijinho

Graziella disse...

olá Sandra... td bem ?.. por aki td ótimo neh?!... passando p deixar um bjo..... :)....

ॐ Shirley ॐ disse...

Bonito, doce, altruista...Um beijo, Sandra!

Manuel disse...

Esperava encontrar umas palavras neste cantinho.
Deixo o meu carinho.

Lena disse...

Sandra
Valeu a pena! Texto lindo, envolvente, tocante, generoso, belo. Post perfeito. Bjkas, minha linda!

Dja disse...

Luna é minha querida, adoroooo tudo que ela escreve, vivo lá na casa dela, hora a rir, a refletir, a me emocionar.
Parabéns pela homenagem e parabéns a nossa querida Luna que é maravilhosa nos seus escritos.

beijos querida.

Manuel disse...

Mas onde anda a minha cara amigo?
Espero, com ansiedade, os seus escritos.

disse...

Lindo e emocionante o texto! Diria até mais... é apaixonante.
Beijos!

Cynthia disse...

Oiii Sandra, sensível seu poema. Você está cuidando do Blog Movimentos ainda? Bjs Cynthia.

Manuel disse...

Já li este texto cinco ou seis vezes e, encontro, sempre algo que me tinha escapado.

Manuel disse...

Deixo um beijo e as minhas saudades.

BlueShell disse...

Vim agradecer tuas palavras...sei que ando atrasada...mas venho sempre, embora, às vezes, demore um pouco...

Te abraço

Xipan Zéca disse...

NATAL... Ô Gonócio totozo... sô!!!

Que o Barbudinho aniversariante e o outro barbudinho gordinho trazam muita felicidades, Paz, Amor e muiiiiiita saúde pra ocê e tudus os teus.

São os votos do Tatto e Xipan
Deusssssssssskiajude

P.S.- Esta mensagê é fruto da minha ôtoria e foi escrevida em, ( crtl+c = crtl+v ) descaradamente... rss

Socorro Melo disse...

Nossa! Que texto lindo! Adorei Sandra.

E deixo-lhe um grande abraço e desejos de que 2012 seja tudo de bom pra você.

Paz e Bem!
Socorro Melo

PauloSilva disse...

«retomei minhas forças para que ela visse que eu estava ali bem perto e que tinha dois ombros, dois ouvidos, um colo e um coração quente e que tudo era para ela. » - e isso deveria ser o bastante! Belas frases. Um feliz final de semana!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Cá estou eu de novo para não pensar
que morri ou me esqueci.
Tudo bem?
Beijinhos
Irene

BlueShell disse...

Voltei, para te desejar um bom fds!
BS

Lua Negra disse...

Descrição do amor em palavras...
Um amor abnegado, límpido e puro.
Parabéns pela linda postagem.

Tenha uma semana de paz.
Beijos de romã.
Lua.

Marcia disse...

Amiga que lindo!!Parabéns por compartilhar e a Luna por tão belo texto!!

Antonio Batalha disse...

Olá chamo-me Antonio Batalha. Vim conhecer seu blog, dar-lhe os parabéns. Pois é muito bom, e gostaria de lhe deixar um convite: Ficava muito grato se fizesse parte dos meus amigos virtuais na Verdade que Liberta. Obrigado e um resto de boa semana.

APENAS PALAVRAS disse...

Inspiração vem dos outros. Motivação vem de dentro de nós... Às vezes na vida precisamos de inspiração pra escrever um poema
ela pode vim de uma noite linda e estrelada
de uma lua cheia e brilhante
do som do mar e suave toque de sua brisa
de um dia feliz com coisas especiais
de uma pessoa que nos faz irradiar
Às vezes também a inspiração pode vim de uma dor
pode vim de uma saudade incontrolável
de um amor que se foi
de uma musica romântica e nostálgica que nos guia
de um momento de pranto onde o coração fala mais alto
Enfim a inspiração de uma poetisa vem de varias formas
quando falar só não é resolve criamos verdadeiras formas
de se expressar mesmo que seja em letras escritas
que começam a fazer parte de varias historias de amor de dor
de outras pessoas, mas o mais importe é...
Jamais deixar de escrever... Eu queria escrever luxuoso. Usar palavras que rebrilhassem molhadas e fossem peregrinas. Às vezes solenes em púrpura, às vezes abismais esmeraldas, às vezes leves na mais fina seda macia... E assim vou eu contando versos e prosas de uma maneira suave e continua... E nas minhas mais finas palavras... Convido-a a fazer parte do meu blog.... Sendo este também seu... No qual através de suas mais suaves palavras venha o enriquecê-lo... Onde eu possa buscar novas inspirações...


bj com sbor de chocolte....rsrsrs