sábado, 6 de março de 2010

Transbordando***** Carlos Soares


TRANSBORDANDO


Não quero ser seu rei.
Posições dividem pessoas
e divisões nunca são boas.
Eu só quero somar um mais um
pra sermos dois em comum
Longe de mim ser seu Deus,
muita pretensão para um simples mortal.
Quero ser seu parceiro, quero ser igual.
Não pretendo ser seu ídolo.
Ídolos são frios e distantes,
quero ser presença e presente,
quero todo dia, quero constante.
O poeta é egocêntrico porque ama demais
e quer ver no outro, o espelho de si mesmo
refletindo um amor maior que os normais.
Amor de poeta é diferente,
transborda, transcende
extrapola, acende.
Mexe com os sentidos na forma mais justa
e por isso assusta.
Mas no fim, você é a estrela maior
desse amor exaltado.
Não quero ser o centro de tudo,
apenas seu namorado

Carlos Soares

Este menino escreve com a alma.
Um grande poeta em forma de homem, ou um grande homem em forma de poeta.
Não escreve somente poemas, escreve a vida e sobre a vida.
Um escritor nato. Um homem sensivel e apaixonado.
Visitem aqueles que ainda não o conhecem.
Vão se viciar.

http://gvpoeta.blogspot.com/

2 comentários:

Anita "Menina Flor" disse...

Concordo com vc amiga, o Carlos é muito especial, tem um coração enorme, não foi à toa que me apaixonei por ele. Posso dizer até que sou sortuda por ter o amor desse homem, vive me presenteando com poesias, nao é demais?

Que linda homenagem vc está fazendo, nós a consideramos uma amiga muito especial.

Bjs e bom domingo.

Pérola disse...

Parabéns amiga pela postagem.
Realmente o poema é bastante sensível e vindo da ala masculina mais encantador ainda.
Adorei viu!!!
Beijos minha linda e um dia repleto de muita paz e muito amor é claro.
Beijokas.