sábado, 14 de agosto de 2010

Vitrola e Poesia------Filho de Deus

Nada de mim é tão lúcido assim
Sou uma vírgula antes do fim
Não tenho medo do que é tentação
O veneno só não mata quando vem do coração

Quem disse que o sangue é cítrico
Nunca se lambuzou do mel ilícito
Mas para que ter certeza de céu
Se eu não posso desempenhar meu papel

Não quero mentir para os meus ideais
Filho que é filho nunca tem medo dos pais
E neste louco teatro da vida real
O bem sempre vai se alimentando do mal....

Saulo Prado

Uma singela homenagem ao poeta e amigo Saulo Prado

Visitem:

6 comentários:

SAULO PRADO disse...

Minha doce amiga você é muito especial em minha vida....

Obrigado pelo seu carinho!

Sergio disse...

Puxa... Literalmente, estou sem palavras!

Cacau Loureiro disse...

Oi querida Sandra, este é belíssimo... partilhar do teu gosto também é prazer e alegria, bj!

Nany C. disse...

Nossa... que bela homenagem!!!
Sandra, obrigada por visitar meu cantinho e sintse a vontade para voltar quando quiser!

Um ótimo fim de semana pra você!

=)

cristal de uma mulher disse...

Rainha dos poetas aqui neste canto encantador. Hoje fico dentro destes poemas cheios de rimas e metáforas onde passeiam minha imaginação.
Tudo muito bem elaborado e cheio de teu carinho por todos os poetas .

Deixo um beijo especial para ti e me alegro muito com a sua presença em meu cantinho que também é teu.

Beijos amiga linda

ღPat.ღ disse...

Simplesmente merecedor de todo este carinho e aqui deixo meu beijo aos dois!!!!