segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Liberdade por Majoli



É pela liberdade que eu clamo
Pelo direito de pelo menos sonhar
Sem censuras que me podam
Que queiram me paralisar
É por poder escolher caminhos
E neles me aventurar
Ao sol poder dizer bom dia
E com a lua devanear
É me permitir errar
Pra quem sabe assim aprender
É poder chorar por um desengano
E depois a cabeça reerguer
É ser marcada por pessoas que chegam
Em minha vida pra adicionar
Que mexem com meu interior
E me fazem acreditar
Que a insegurança não deve vencer
Que eu tenho capacidade
Em mim eu preciso acreditar
E aproveitar as oportunidades
É deixar que alguém plante
Cá dentro de mim uma semente
Que faça brotar lindas flores
Colorindo meu coração, minha mente
É ter o abençoado dom
De conquistar corações
De fazer nascer o sorriso
E de provocar boas emoções
É de acreditar que o amor existe
E que meu caminho ele há de cruzar
Não ficar mais assim tão triste
E no canto me abandonar
Jogar essa carência no lixo
Essa ansiedade que me tortura
Acreditar que pessoas me amam
Esquecer tanta amargura
Quero escancarar meu interior
Me desnudar por inteiro
Ser livre de preconceitos
Amar...daquele jeito verdadeiro


Minha doce amiga, diante de todas as lindas homenagens que nos faz, esta que te faço é tão pequenina.
mas saiba é de coração...é com todo o amor que sinto por você e com toda minha admiração.
Te amo floquinho de luz...
Bjos achocolatados


21 comentários:

Marília Felix disse...

Oi Sandra!=D
Adorei seu espeaço linda!
Amei mais ainda sua descrição no blog, me identifiquei muitoo.

Nossa fazia tempo que te procuraava...
Ah Cris, sempre me fala de vc:
"a menina que adora choocolatee"
--> Que sempre manda beijos achocolatados***
kkkkkk'
Realmente é uma delicia!

Saiba que sempre estarei em suas gotas de ternura, devaneiando tá? rs.Depois passa lá no meu espaço...

Um ótimo fim de semana, e beijos achocolatados para vc!=D

Majoli disse...

Ah minha doce Chocolate, assim eu choro.
Sabe, trazer meu rabisco pra cá é uma coisa, agora deixar essas palavras tão lindas pra mim, ai, ai, meu coração fica transbordando de alegria.
Deus a abençoe.
Feliz demais por você existir.
Agora tem uma coisinha só pra te dizer, presente maior que a sua amizade, ah isso não existe.
Amo você.
Beijos cheios de saudade e recheados de ternura.

Phivos Nicolaides disse...

Palavras muito bonitas e poderosas cheia de significado e palavras bonitas raciocínio. Bravo

Marília Felix disse...

Sandra linda! *-*
Passando aqui para me encantar com a doçura do seu blog!
Tem um selinho lá no meu blog pra você!=D
Espero que goste. (;*
Bjos achocolatadoos...

Socorro Melo disse...

Olá, Sandra!

Belíssimo poema. Vibrei com cada verso,pois, cada um, é uma lição para a vida.

Maravilha de presente, amizade e poema, é tudo de bom.

Gd. abraço
Socorro Melo

Valquíria Oliveira Calado disse...

ƸӁƷO Equilíbrio Humano

ƸӁƷ As nossas opiniões são apenas suplementos da nossa existência e na maneira de pensar de uma pessoa pode ver-se o que lhe falta.
...ƸӁƷ Deste modo tudo se equilibra: cada um de nós quer ser completo ou, pelo menos, quer ver-se como tal.
ƸӁƷ Johann Wolfgang von Goethe

ƸӁƷ Deixo um abraço de alegria pra seu fim de semana.ƸӁƷ

ƸӁƷ ƸӁƷ
ƸӁƷ ƸӁƷ ƸӁƷ


ƸӁƷ ƸӁƷ

ღPat.ღ disse...

Já fui no blog dela e é um encanto... Adoro imenso seu pensar e este poema ficou lindo!

E tu, cada vez mais nos cativa de forma insubstituível.

Beijos!

PauloSilva disse...

Tem gente que pagava muito para ser livre. E eu sou desse grupo.

Os seus blogues transpiram felicidade :)

Beijo *

Geisa Machado disse...

Este é o melhor poema que a Majoli fez! Ela falou de seus anseios pela liberdade com uma propriedade ímpar. Torço muito pra que consiga se libertar da escravidão que lhe impuseram.
E vc querida, sempre um encanto e doçura ao homenagear uma amiga tão querida.
Bjussss

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querida Sandra

Vc é uma pessoa que deixa saudades.
Sua ternura e seu carinho fazem falta e fazem a diferença.
É sempre um prazer e uma alegria visitar vc.
Beijo

Fátima Guerra.

Jorge Pimenta disse...

não é fácil condensar num sopro só toda a multiplicidade de relações que se estabelecem entre os corações que se desejam livres. e, assim, nos cruzamos com os afectos, com os sucessos, com as frustrações, enfim, com o genoma que nos distingue humanos.
beijinhos, sandra!

Chica disse...

Ler a querida Majoli é tudo de bom,.Valeu a homenagem !beijos às dua,chica

Déia disse...

Oii Querida!

liberdade...tanta gente tem e não sabem usar! né?

bj

PauloSilva disse...

Muito obrigado minha querida :)

Sabe, talvez não seja tarde de mais para o amor regressar, espero. Um beijo *

Xipan Zéca disse...

Passando pra deixar um xêro...

Deusssskiajude
Tatto

José Sousa disse...

Lindo este poema.

Querida Sandra aqui te deixo um beijo com "Ternura".

Chica disse...

Vi teu comentário sobre o temp´late. Podes mandar, assim vejo ! beijos,obrigado,chica

Chica disse...

Sandra!Obrigado!Fui até lá e tem coisas lindas.Guardei bem o linh ! beijos,lindo fds,chica

Cadinho RoCo disse...

Não temos o direito de prescindir da liberdade que nos é concedida, por ser esta uma concessão sagrada.
Cadinho RoCo

Livinha disse...

Sandrinha,
Essa postagem tua, fez-me lembrar de uma amiguinha da blogosfera, que mantem a seguinte frase no orkut dela e que eu acho o máximo e se encaixa bem com o texto:
"É aminha liberdade que me prende"
http://amagolegivel.blogspot.com/
Visite-a você vai gostar.

Qto ao teu pedido. Faz-me feliz gostar e se interessar. Portanto fique a vontade, sempre que desejar...
Sim, você pode!

Uta no teu coração.

Bjs

Livinha

Xipan Zéca disse...

Ahhh...
Majoli é um sonho de ternura e faz também uns "crôstoles" mai munitinhos.. Já até fazeu um pra Eu... rss

Sandra, parabéns pela amiga que TEMOS... adoramos ela...

Deussssskiajude
Bejo di chicolate nucê.. rss
Tatto