quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

No Lirismo dos Meus Versos por Livinha


Um pequeno carinho a uma poetisa que derrama sentimentos em seus poemas.
Uma menina cheia de encantos e doçura.
Visitem-na e se apaixonem...



No Lirismo dos meus Versos



Eu apaguei todas as luzes, atraindo
os olhos para o meu pensar...
E desliguei todos os sons, para não ferir
os meus ouvidos e o silêncio apenas escutar...
Eu tranquei as minhas falas para aprender
a ouvir e não se fazerem necessárias...

E resolvi mudar...
Em minha casa, havia tristeza e solidão,
sentidos sem direção, sem canção
para cantar...

E dei sinal ao meu olhar,
que buscasse ver um viajante,
conselheiro amigo, tocador amante,
que tivesse muita história pra contar...

Que levasse junto os meus sentidos,
nos acordes benditos, notas a tocar...
Enquanto as falas, se fariam cancioneiras
no lirismo dos meus versos a serenar...

E foi assim que a tristeza foi se embora
espantando a solidão, ao perceber
que os sentidos, a seu tempo,
ressoavam novamente o amor,
no pulsar do coração

 Livinha

14 comentários:

Livinha disse...

Sandrinha,
Se não houvesse quem nos lesse os versos, as inspirações não existiriam,
tudo ficaria no peito guardado e as notas jamais tocariam...
Mas tudo torna-se encanto, quando olhos fazem leitura e comunga com a gente das mesmas falas, e nos dar o encanto. Ai tudo torna-se possível, ainda mais quando tropeçamos com pessoas sensíveis como você que nos incentiva tanto em teus sabores de chocolate que são os teus doces poemas...

Obrigada minha querida.
Senti-me feliz ao passar por aqui...

Bjs

Livinha

Ingrid disse...

que delícia !!!!
merece mesmo..
beijos linda Sandra

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querida Sandra

Há tempos mais difíceis do que os outros. Entretanto, eu vim lhe dizer que: vc mora no meu carinho e vive nos meus pensamentos.
Minha saudade veio visitar vc.
Beijo,

Fátima Guerra.

Jorge Pimenta disse...

metamorfoses.
urgências.
ineviatbilidades.
beijinho, amiga achocolatada! :)

Iram M. disse...

Gotinhas de ternura, nada.
Turbilhão de ternura se encontra no seu cantinho.

Já li vários textos nos seus blogs e muitos deles me inspiram. Vc está de parabéns.

Bom fim de semana, querida

Anne Lieri disse...

Linda e tocante poesia da Livinha!Uma carinhosa homenagem!Bjs,

Marcia Morais disse...

a Livinha é demais bjs1

Socorro Melo disse...

Oi, Sandra!

Um encanto de poema. Emocionante, em cada verso. Parabéns a autora.


Grande abraço e bfs
Socorro Melo

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amiga deixa inserir, com os devidos
créditos, um texto seu no meu blogue
http://sinfoniaesol.wordpress.com
teria muito gosto.Obviamente com os
devidos créditos.
Beijinho
Irene

Universo Paralelo em Versos disse...

Lindo Sandra, muito lindo, nada como uma poesia para viajar na leveza que a alma proporciona, tudo isto efeito dos teus versos.Poesia serenando.

gatinhafofa disse...

Se não dizes OLA, digo eu por ti.

Se não pensas em mim, penso eu em ti.

Se não sentes saudades minhas, sinto eu de ti.

Portanto como vês, não me esqueço de ti.

Beijinhos cheios de felicidade!!

chica disse...

Maravilhoso teu poema,Sandra!Um lindo descanso ou agitos no carnaval!beijos,chica

Xipan Zéca disse...

Sem esquecer da Xita.. é claro!!

Feliz dia da MULHER...

P.S. Isto parece um SPAM mas não é.. Apenas quero saudar a todas e são tantos os blogs que meus dedos pedem trégua "só hoje".. rsss

Deusssssssssskiajude
Abraços do Tatto

Evanir disse...

Minha linda menina uma linda quarta
Um beijo carinhoso,Evanir.
http://aviagem1.blogspot.com/